Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Como ser corretor de imóveis autônomo?

Como ser corretor de imóveis autônomo?

Existem basicamente dois tipos de corretores: os que trabalham em imobiliárias e os autônomos. Os autônomos trabalham por conta própria, ou seja, não têm vínculo empregatício com nenhuma empresa. Naturalmente, ele pode enfrentar maiores desafios.

Mas, como qualquer corretor, ele precisa de registro no CRECI e existe uma legislação que se aplica a ambos: ao autônomo e ao empregado.

Neste artigo, vamos dar algumas dicas de como ser um corretor de imóveis autônomo. Veja como ele deve atuar e como deve se promover, isto é, trabalhar em seu marketing imobiliário!

Quais são os desafios de ser autônomo?

O corretor autônomo deve se aperfeiçoar tanto (ou mais) que um corretor empregado em alguma imobiliária. O mercado competitivo exige essa capacitação.

Já falamos que ele deve ter registro no CRECI antes de iniciar seu trabalho. E não deve parar de se aperfeiçoar, ou seja, deve fazer cursos e treinamentos para se manter atualizado e à altura de seus concorrentes. Deve desenvolver ao máximo as habilidades técnicas e as soft kills (habilidades mais pessoais que podem ser aproveitadas no trabalho).

Quais as dificuldades de um corretor autônomo?

Trabalhar de forma autônoma é um desafio em qualquer profissão. Ele terá que trabalhar sozinho, sem vínculo a uma empresa que assume seu salário e garante suas comissões, além de facilitar o processo de aposentadoria. Em uma imobiliária, ele está em contato com outros corretores também, na mesma situação que ele.

Claro que o corretor autônomo também interage com outros profissionais de sua área, mas juridicamente as coisas são diferentes. Por exemplo, para garantir sua aposentadoria, ele deve assumir integralmente o valor mensal da Previdência Social, já que não tem carteira assinada. Ele depende exclusivamente das comissões que ganha e deve trabalhar com talento e competência para consegui-las.

Em vez de querer todos os clientes para si, ele deve trabalhar em parceria com outros corretores para não ficar isolado, com um networking pobre, pouco procurado pelas pessoas interessadas em comprar e alugar imóveis. Concluímos que fazer parcerias com outros corretores e outros profissionais ajuda na estratégia de um marketing imobiliário eficiente para qualquer corretor autônomo.

Vale lembrar que o mercado imobiliário é competitivo e as pessoas estão mais esclarecidas. Portanto, o corretor deve trabalhar da forma mais correta possível para manter uma boa reputação e conquistar o maior número possível de clientes, que o ajudem em seu marketing imobiliário divulgando seu nome de maneira informal.

Quais as melhores dicas para o marketing imobiliário de um corretor autônomo?

Quais as melhores dicas para o marketing imobiliário de um corretor autônomo?

O corretor imobiliário autônomo pode seguir algumas dicas para se promover no trabalho e conseguir sucesso em sua carreira:

Tenha foco, disciplina e organização

Não adianta se manter atualizado sobre o mercado imobiliário, sobre as soluções mais modernas, nem prestar um atendimento de alto nível se o profissional não tiver disciplina e organização. Como o corretor trabalha de forma direta com os consumidores, ele precisa saber dividir bem o seu tempo para não deixar ninguém insatisfeito.

Invista em marketing digital

O marketing digital é uma ótima forma de interagir com os consumidores e fazer o trabalho de prospecção. Por meio das redes sociais, blogs e sites, é possível fazer a divulgação de seus serviços e passar outras informações relevantes ao público.

Use tecnologias a seu favor

Além das mídias digitais, o corretor deve fazer uso de boas tecnologias que ajudem o corretor autônomo a se conectar aos clientes, como softwares na nuvem e aplicativos para aparelhos móveis. Há soluções que contribuem para a organização do trabalho do corretor e a gestão dos processos de venda.

Outras dicas

Além dessas, há outras dicas interessantes, como:

  • Ofereça atendimento diferenciado;
  • Conheça bem o perfil do cliente;
  • Faça seu marketing pessoal;
  • Aperfeiçoe-se por meio de cursos e treinamentos;
  • Se possível, faça um curso superior na área (como Administração de Empresas).

O corretor autônomo deve investir bastante em marketing imobiliário e nem sempre isso exige dinheiro. É preciso também desenvolver habilidades e ter muita força de vontade para atuar no mercado.

Ainda estamos enfrentando uma fase difícil. A pandemia também é um desafio e uma dificuldade para o corretor autônomo. Aproveite, então, para conferir como ser um bom corretor de imóveis durante a pandemia!

Banner rodapé
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *