Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Qual o futuro do mercado imobiliário?

Qual o futuro do mercado imobiliário?

O isolamento social decretado para conter o avanço da pandemia causada pela Covid-19 paralisou várias áreas da economia e provocou algumas profundas mudanças no setor de imóveis.

Apesar desse atraso, o futuro do mercado imobiliário é promissor e tem tudo para retomar o seu habitual crescimento nos próximos meses. Nesse cenário desafiador, os investidores seguem fazendo as suas negociações, sempre tirando o máximo de proveito das oportunidades que surgem nesse período.

No entanto, afinal, como lidar com essa realidade e aproveitar as melhores chances? Neste post, vamos mostrar qual é o futuro do mercado imobiliário e quais são as tendências para os próximos anos. Continue a leitura!

Uso de novas tecnologias

As novas tecnologias promovem impactos constantes no mercado imobiliário. Por isso, é importante se manter atualizado e saber como se adaptar a esses novos recursos. Atentos a esse novo fenômeno, os corretores que querem sair na frente da concorrência e se destacarem no mercado precisam mapear a empresa e saber quais são as necessidades do negócio. A partir daí, fica mais fácil escolher as ferramentas que são mais adequadas à rotina de trabalho e que otimizam as operações.

A Inteligência Artificial também vem se consolidando como uma ferramenta de grande valia para o setor. Atualmente, é possível fazer a avaliação de imóveis por meio de algoritmos estatísticos.

A impressão 3D vem revolucionando as obras e impulsionando as construções pelo país afora. Além disso, o investimento em realidade virtual e aumentada surge como um forte benefício para as imobiliárias e construtoras que pretendem negociar as suas unidades.

O atendimento aos compradores também passou por mudanças visíveis. Atualmente, o suporte fornecido por imobiliárias e construtoras também é disponibilizado virtualmente por meio de chatbots. Esse é um exemplo de uso da Inteligência Artificial. Trata-se de um claro indício de como a automação tende a acabar com o atendimento massificado e oferecer uma assistência mais personalizada e ágil.

Novo perfil do cliente

O perfil do cliente das imobiliárias mudou. A nova geração está cada vez mais conectada em seus smartphones e viajando pelo mundo online. Antigamente, ele procurava anúncios em jornais, visualizava plaquinhas nas ruas e, quando um imóvel o interessava, entrava em contato rapidamente com o corretor de imóveis.

Com o uso massivo da internet, esse hábito passou por mudanças. A tendência é de que os interessados na compra de propriedades façam pesquisas e visualizem anúncios online em sites especializados em compra e venda de imóveis. Por isso, essas plataformas têm crescido nos últimos tempos e precisam se adaptar a esse público, cada vez mais exigente, estudado e consciente de suas escolhas.

Além disso, a nova geração não sonha tanto assim com a aquisição da casa própria. Muitos clientes têm um perfil investidor e preferem locações, em virtude da maior liberdade em se desfazer do imóvel.

Coworkings

Coworkings

O espaço para coworking já era uma tendência para o setor imobiliário antes da pandemia e tende a sofrer uma aceleração maior para os próximos anos. Isso porque muitas empresas anunciaram o fechamento, definitivo ou temporário, de sua estrutura física e estão preferindo trabalhar com funcionários remotamente.

Sendo assim, a procura por apartamentos e casas com espaços de coworking aumentou bastante. As pessoas que estão sob o regime home office precisam de um ambiente tranquilo e confortável para trabalhar e participar de reuniões remotas. Geralmente, é um cômodo com boa iluminação, ventilação e silencioso.

Além disso, o lançamento de imóveis destinados exclusivamente para atividades de corworking também vem sendo observado nos últimos anos. Esses espaços contêm a infraestrutura necessária para a elaboração de reuniões, como wi-fi, tomadas, iluminação forte, paredes antirruídos, entre outras características.

Paisagismo

Ao passarem tanto tempo dentro de casa, as pessoas começaram a dar mais valor e importância para o fato de sair ao ar livre para aproveitar o dia de sol e fazer uma caminhada para relaxar. Diante desse fato, aumentou a procura por áreas verdes e que proporcionam maior contato com a natureza. Sendo assim, os imóveis com terraços, áreas de lazer e varanda com jardins verticais e gramados merecem destaque.

Nesse cenário, a arquitetura paisagista, ou o paisagismo, ganha força. Essa técnica consiste no planejamento e na gestão de projetos que envolvem a preservação de espaços abertos com elementos naturais, no intuito de criar paisagens verdes conforme conceitos ecológicos e sustentáveis.

Novas formas de pagamento

O uso crescente das criptomoedas traz mudanças para o mercado imobiliário, especialmente no que envolve as formas de pagamento e os contratos de compra e venda de imóveis. Essa é uma característica positiva para as negociações, uma vez que os contratos feitos por meio de Blockchains apresentam maior segurança e não estão sujeitos a tentativa de fraudes.

Apesar de ser uma prática muito recente, essa novidade já possibilita a conclusão de vários tipos de transações, como é o caso da compra e da locação de imóveis, da distribuição de ROI entre as franquias, do uso como caução para o aluguel e da negociação de criptoproperties.

A tendência é de que o uso de criptomoeda venha ganhando cada vez mais adeptos pelo Brasil, em decorrência da segurança dessa tecnologia e da praticidade. Trata-se de uma grande vantagem para o mercado imobiliário no país.

Imóveis sustentáveis

As pessoas passaram a preferir a aquisição de lares ligados ao conceito de sustentabilidade — painel solar, reuso de água para o consumo racional de energia e água, ambientes arborizados, horta comunitária etc. Esse tipo de imóvel traz muitas vantagens, como a redução de gastos, a valorização ao longo do tempo e o conforto e o bem-estar para os moradores.

O futuro do mercado imobiliário é próspero e positivo. Mesmo diante da pandemia, esse setor demonstra sinais de recuperação e tende a crescer cada vez mais. Mas, para tirar proveito disso, você precisa se especializar e se tornar um profissional capacitado, com amplos conhecimentos sobre o assunto e apto a esclarecer as dúvidas e solucionar os problemas dos clientes. Portanto, aproveite esse cenário e comece a desfrutar das chances que vão surgindo no seu caminho!

Você é corretor de imóveis e está sentindo impactos diretos no mercado provocados pelo isolamento social? Clique no link e conheça algumas dicas de como melhorar a qualidade do seu trabalho em tempos de quarentena!

Banner rodapé
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *