Guia: últimas tendências para o mercado imobiliário

Guia: últimas tendências para o mercado imobiliário

O mercado imobiliário é um segmento muito dinâmico, considerando os constantes negócios de vendas e aluguéis de casas, apartamentos e outros empreendimentos. A área de imóveis sempre atraiu diversos investimentos, interessados na realização de negócios e, claro, pessoas com desejo em atuar no ramo, como corretores de imóvel.

Como é de se esperar, no entanto, a economia do país pode oscilar, influenciando todos os segmentos nacionais: o mercado automobilístico, industrial, de turismo e, também, o imobiliário sofrem mudanças a partir das decisões tomadas economicamente.

Em 2018, essa área sentiu um desaquecimento, o que influenciou em um mercado mais parado. Porém, no mesmo ano já houve uma recuperação importante, com um aumento de quase 20% das vendas imobiliárias, segundo dados da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

As perspectivas atuais são bastante positivas e a tendência, agora, é que esse percentual apenas aumente! Como 2018 foi um ano com uma certa instabilidade, os próximos contarão com mais equilíbrio.

Se você tem interesse na área imobiliária, continue a leitura e saiba mais sobre as tendências do ramo. Vamos lá!

Aquecimento do mercado imobiliário

As expectativas para os próximos anos são muito boas, devido a diversos fatores: o ano de eleição passou, o programa Minha Casa Minha Vida teve algumas alterações, além da tecnologia no mercado estar em constante ampliação.

Veja esses itens com mais detalhes nos próximos tópicos.

Menor incerteza política

Os anos eleitorais são, de praxe, períodos com mais instabilidade. Como o mercado econômico é um reflexo da sociedade e do seu movimento, o país passa por períodos de incerteza (já imaginada) quando os governantes estão sendo escolhidos.

Como um novo governo teve início em 2019, é de se esperar que os ânimos comerciais se acalmem. Com um cenário político fixo, é possível prever tendências, avaliar o funcionamento do mercado e o cenário brasileiro de forma externa e interna.

Vale lembrar que as eleições presidenciais acontecem de 4 em 4 anos e que, basicamente, o ano do povo ir às urnas é pautado por uma instabilidade geral no mercado. O ponto positivo é que, agora, o mercado imobiliário conta com 3 anos de ótimas perspectivas. A ideia é aproveitar a onda e fazer ótimos negócios!

Cenário econômico com tendências positivas

O cenário econômico tende a se estabilizar a partir da escolha de um novo governante, considerando a definição do viés político e dos novos rumos para o país.

Independentemente do partido, o início de um novo governo é quase sempre pautado por tendências positivas: seja pela alternação de poder ou pela continuidade política, o começo de uma era governamental tende a amenizar os ânimos.

Contudo, é importante ressaltar que um governante pode tanto melhorar a imagem do país, como deteriorá-la — interna e externamente —, beneficiando ou piorando o cenário econômico do Brasil.

Tenha em mente sobre a possibilidade do mercado imobiliário sentir reflexos das atitudes do atual governo.

Alterações no programa Minha Casa Minha Vida

O Governo Federal anunciou algumas alterações no programa Minha Casa Minha Vida, que podem passar a vigorar ainda neste ano. A principal delas seria a alteração do chamado financiamento habitacional para uma locação social.

Para as faixas 1 e 1,5, que contam com rendas mensais de até R$ 1,8 mil e R$ 2,6 mil, respectivamente, a ideia é retirar a possibilidade de compra ao final do contrato, mantendo, apenas, a locação social do imóvel durante esse período.

Como o mercado de aluguel também é muito forte no país todo, a intenção com essa medida é impulsionar esse tipo de contrato e, de quebra, combater o comércio ilegal de imóveis que fazem parte do Minha Casa Minha Vida.

Outro interesse do governo é redirecionar as unidades habitacionais para as faixas mais altas do programa, beneficiando famílias das faixas 2 e 3: com rendas mensais, respectivamente, de até R$ 4 mil e R$ 7 mil.

Uso da tecnologia no mercado

É fato que a tecnologia é uma área que está em constante desenvolvimento e pode influenciar o crescimento de outros ramos: o mercado imobiliário é um deles. As imobiliárias e os corretores mais antenados já contam com o que a tecnologia pode oferecer de melhor!

Para imóveis rurais, por exemplo, como grandes fazendas e chácaras com uma boa área, os drones podem ser utilizados. Eles são controlados por controle remoto e a imagem tirada consegue abarcar grandes espaços, mantendo, claro, a boa qualidade.

Já a fotografia 360º é indicada para mostrar ao cliente uma nova perspectiva do imóvel. Como o próprio nome já define, com esse tipo de foto é possível mover o mouse ou o celular para observar todos os detalhes da imagem, a partir de um giro completo.

Garantir boas imagens em redes sociais ou sites de divulgação pode influenciar (e muito!) na efetivação do negócio!

Ferramentas tecnológicas para divulgação e busca de imóveis

Com o avanço da tecnologia, cada vez mais pessoas estão utilizando as ferramentas online para fazerem as suas buscas e divulgações de imóveis. Por isso, é essencial investir nesse segmento para garantir melhores resultados.

Veja, abaixo, quais são as ferramentas tecnológicas mais usadas para quem quer fazer negócio no ramo imobiliário.

Aplicativos de imóveis

Nos dias atuais, os aparelhos celulares oferecem diversas facilidades aos usuários. É possível solicitar transporte, verificar a temperatura externa, comprar passagens aéreas e, inclusive, realizar transações bancárias.

No mercado imobiliário, as facilidades continuam: a partir dos chamados aplicativos, o corretor de imóvel consegue divulgar os empreendimentos e, claro, os clientes podem pesquisá-los.

Os aplicativos mais baixados são os conhecidos QuintoAndar e ZAP Aluguel, mas é possível contar, também, com outros programas. Imobiliárias antenadas têm desenvolvido, inclusive, o próprio aplicativo.

Mensagens virtuais

Em uma era com internet móvel, as mensagens SMS e ligações se tornam cada vez mais raras. Hoje, a facilidade é contar com mensagens virtuais e, por que não, utilizar o WhatsApp para fins profissionais.

Os desenvolvedores desse aplicativo já facilitaram esse contato: existe o aplicativo para uso pessoal e o WhatsApp empresarial, em que é possível salvar respostas automáticas, incluir horário e local de funcionamento e outras funcionalidades.

Utilize as mensagens virtuais, responda os clientes com mais agilidade e tenha mais negócios fechados ao final do mês!

Mídias sociais

Da mesma forma que o WhatsApp, as mídias sociais têm uma força incrível na atualidade e, se usadas com inteligência, elas podem gerar bons resultados em seu negócio.

As mais famosas são os conhecidos YouTube, uma plataforma de vídeos, o Instagram, uma rede mais ágil e composta sempre por imagens e o Facebook, basicamente uma reunião de todas elas. Com o Facebook, é possível publicar imagens, vídeos e textos.

A ideia para conquistar uma grande rede de clientes é variar o uso das mídias sociais. Faça um perfil em cada uma delas, crie interações entre as contas e atraia os mais diferentes tipos de usuários.

Também é importante pesquisar sobre a linguagem na internet e de que forma elaborar os posts e publicações para, então, ganhar destaque entre a concorrência.

Anúncios com geolocalização

Utilizar o conhecido GPS também é um ótimo diferencial ao elaborar um anúncio. Isso porque o consumidor já pode verificar no mapa o local exato do empreendimento e decidir se ele está (ou não) no bairro de sua preferência.

Com o Google Maps, inclusive, é possível passear de forma virtual pelo local, a partir de fotos reais do endereço e das ruas. Contar com anúncios de geolocalização gera mais confiança entre possíveis consumidores e agiliza a efetivação de compras ou aluguéis.

Ative a geolocalização em seus anúncios, indique-o por meio de um mapa e deixe tudo mais claro aos clientes.

Realidade virtual

A realidade virtual é utilizada por meio de óculos 3D, em que é possível passear pelo imóvel escolhido apenas com a colocação desse item. Basta vestir e aproveitar!

É bastante interessante contar com essa tecnologia como forma de evitar visitas em excesso aos empreendimentos: os clientes conseguem visualizar todos os imóveis de sua preferência apenas com os óculos. De quebra, tempo, energia e gasolina são economizados.

Mostre essa opção aos consumidores e agenda visitas físicas apenas depois da visita digital, aos imóveis pontuados pelo cliente. Quem passou a utilizar a realidade virtual, não se arrepende!

Melhores condições para financiamento

Para complementar as boas condições do mercado imobiliário nos dias atuais, a facilidade de acesso ao crédito surge como uma das tendências que visa a aquecer e estimular o crescimento do segmento. Isso porque, como grande parte dos brasileiros utiliza o financiamento imobiliário, essa é uma notícia excelente para o país. Veja mais detalhes abaixo.

O que é o financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é similar a um empréstimo de dinheiro, cujo objeto é a aquisição da casa própria. A diferença é que a instituição financeira realiza o pagamento do imóvel escolhido e a pessoa que solicitou o financiamento passa a realizar pagamentos mensais ao banco, até quitar a sua dívida.

O prazo de duração do contrato, o valor das parcelas mensais e as taxas de juros são acordados de forma prévia mediante um contrato, o que protege ambas as partes da relação.

Cada instituição financeira tem as suas próprias regras e é válido procurar o melhor local para iniciar um financiamento — algumas oferecem menores taxas de juros, mas pedem um prazo menor, outras requisitam uma renda mínima, entre outras possibilidades.

Como os bancos precisam estar seguros quanto ao recebimento dos valores de seus devedores, é feita uma série de análises quanto ao perfil do usuário, renda mensal, constituição familiar, entre outros. Ao final, a instituição pode ou não conceder determinado financiamento imobiliário.

A ampliação do limite do financiamento

Para facilitar ainda mais a concessão de crédito, o Conselho Monetário Nacional (CMN) liberou um novo valor de teto para financiar a casa própria. O limite do imóvel, que antes era de R$ 950 mil para Belo Horizonte, São Paulo, Rio de Janeira e Brasília, aumentou para R$ 1,5 milhão. Nas outras localidades, vale ressaltar, o limite anterior era de R$ 800 mil.

Essa novidade visa estimular o setor de construção civil e, claro, aumentar os negócios efetivados no mercado imobiliário. Os valores definidos incluem mais uma parcela da classe média no universo do financiamento imobiliário e geram uma economia bastante aquecida.

Também é importante ressaltar que essa importante mudança é válida para financiamentos feitos a partir das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH).

A redução de juros da Caixa Econômica Federal

A Caixa Econômica Federal (CEF) também reduziu a taxa de juros para financiamentos imobiliários e surgiu como mais um incentivo para quem deseja contar com esse tipo de negócio.

As novas taxas vão variar entre 7,5% e 9,50%, mais a Taxa Referencial (TR), com vigência desde 14 de outubro de 2019. Se o financiamento for realizado dentro das regras do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), esses números serão aplicados.

Se você deseja fazer os cálculos, saiba que a Taxa Referencial é um fator de correção monetária de empréstimos, de investimentos e do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

No financiamento imobiliário, ela é utilizada para fins de atualização monetária do contrato. Dessa forma, é garantido ao banco o recebimento de seu dinheiro de forma corrigida, a partir do movimento do mercado e da economia do país.

É essencial saber sobre as tendências do mercado imobiliário se você deseja atuar profissionalmente nesse ramo ou adquirir a casa própria em um futuro próximo.

Entenda sobre o aquecimento do mercado e os seus indicadores, como menor incerteza política, cenário econômico positivo, o uso da tecnologia e as alterações no programa Minha Casa Minha Vida.

Também saiba como utilizar as ferramentas tecnológicas: aplicativos de imóveis, mensagens virtuais, mídias sociais, anúncios com geolocalização e realidade virtual já fazem parte do cotidiano desse segmento.

Por fim, confira as melhores condições de financiamento oferecidas atualmente e consiga divulgar ou adquirir o apartamento dos sonhos no concorrido mercado imobiliário. Anote as nossas dicas e faça ótimos negócios!

Gostou das informações apresentadas neste post? Siga-nos nas redes sociais — Facebook e Twitter — e saiba muito mais sobre o mercado imobiliário. Vamos lá!

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *