Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Quais são as mudanças no mercado imobiliário após a quarentena?

Quais são as mudanças no mercado imobiliário após a quarentena?

O ano de 2020 começou próspero para diversos setores da economia, e vários empreendimentos e ações inovadoras estavam previstos para serem lançados nesse período. No entanto, a pandemia inesperada provocada pelo coronavírus redefiniu algumas tendências e provocou mudanças no mercado imobiliário.

A imposição da quarentena e a consequente interrupção repentina dos planos fizeram com que o setor imobiliário sofresse profundas alterações nos últimos meses. Assim, com as pessoas mais tempo em casa, a procura por imóveis ganhou novos cenários e outras exigências.

Quer saber mais sobre o assunto? Preparamos este post para que você entenda as mudanças no mercado imobiliário provocadas pela quarentena. Boa leitura!

A forma como os compradores escolhem os imóveis mudou

O receio de contágio com o vírus diminuiu o número de visitas físicas dos compradores aos imóveis anunciados. Isso não significa que os interessados em comprar um bem fiquem desamparados e tenham que desistir do imóvel — ou tenham que fazer a negociação “no escuro”.

É possível contar com a tecnologia para solucionar essa questão. Muitas imobiliárias e construtoras oferecem a possibilidade de fazer visitas ao imóvel, por meio da realidade virtual e realidade aumentada, independentemente do local onde eles estejam. Assim, o consumidor pode analisar os ambientes como se estivesse realmente dentro do imóvel e as imobiliárias conseguem proporcionar uma ótima experiência de venda para os clientes.

A divisão dos espaços foi redefinida

A divisão dos espaços foi redefinida

Muitos imóveis passaram a ser planejados com uma nova divisão, uma vez que as pessoas passaram a ter mais requisitos na hora de buscar um lar ideal, e aqueles que atendem às expectativas dos clientes foram vendidos mais rapidamente.

Muitos compradores tiveram que trabalhar de casa e, portanto, passaram a buscar um cômodo exclusivo destinado ao home office ou um empreendimento com espaço para coworking. Essa exigência tende a permanecer para os próximos anos. Além disso, aumentou a procura por casas e apartamentos com espaços maiores e mais bem divididos, como forma de garantir a privacidade e conseguir praticar atividades físicas.

Além disso, com o isolamento social e a diminuição das atividades em locais públicos, os clientes buscam por condomínios com espaços de lazer, como academias, quadras para a prática de esportes, piscinas, playgrounds e salão de jogos.

O comportamento do consumidor sofreu mudanças

O cliente está mais digitalizado e confiante em fazer negociações online. Da mesma forma, ele se tornou mais exigente e quer respostas e soluções cada vez mais rápidas. As imobiliárias que desejam aumentar os seus resultados devem analisar essa tendência e aproveitar as oportunidades.

Nesse sentido, os conteúdos voltados para esse público que são disponibilizados em redes sociais e a quantidade de anúncios online aumentou significativamente, e essa é uma forma de as empresas que atuam nesse mercado de se reinventarem e conquistarem novas negociações. Sendo assim, o cliente tem à sua disposição todas as informações sobre as características dos imóveis.

As mudanças no mercado imobiliário trouxeram melhorias para o setor e tendem a se manter para os próximos anos, mesmo após o controle da pandemia. Afinal, a nova era imobiliária será marcada por ações virtuais e uso massivo da tecnologia. Portanto, não fique para trás e comece a se adaptar a essa nova realidade.

Quer captar o público online mais rapidamente! Então, saiba como fazer um anúncio de imóveis pela internet!

Banner rodapé
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *