Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Como é trabalhar no ramo imobiliário?

Como é trabalhar no ramo imobiliário?

Apesar da pandemia causada pelo novo coronavírus e de alguns impactos negativos na economia, o ramo imobiliário apresenta boas perspectivas de crescimento para os próximos anos. Esse cenário favorável demonstra que é um bom momento para quem deseja iniciar no setor e construir uma sólida carreira como corretor de imóveis.

A profissão tem muitas vantagens, como possibilidade de ganhos ilimitados, bom retorno financeiro, rotina dinâmica e flexibilidade de horários. Mas, para obter sucesso, é importante estar capacitado e conhecer mais detalhes sobre o mercado imobiliário.

Por se tratar de uma área em que há bastante competição, é fundamental se planejar antes para começar com o pé direito e aproveitar as chances que forem surgindo no caminho. Pensando nisso, neste artigo, reunimos algumas informações para que você entenda como é trabalhar no ramo imobiliário. Boa leitura!

A rotina do corretor de imóveis

Engana-se quem pensa que o corretor ganha dinheiro somente mostrando imóveis para os interessados. Na verdade, essa prática não vai garantir a sua renda mensal. O profissional que trabalha nesse ramo deve entender que ele precisa ir muito além desse tipo de atuação.

Afinal, acompanhar uma pessoa para conhecer um apartamento ou casa não é garantia de que ela vai, de fato, se interessar pelo imóvel e, então, finalizar a negociação. Na maioria das vezes, o negócio não será concluído apenas dessa maneira.

Sendo assim, a estratégia consiste em chamar a atenção do cliente. Para isso, você deve utilizar o marketing pessoal e adotar técnicas de persuasão com o objetivo de despertar o interesse no futuro comprador.

Mostre que você entende sobre o ramo imobiliário. Mas, para isso, você deve realmente se especializar e se capacitar no assunto — considerando a região onde pretende atuar, as noções sobre o mercado, o paisagismo, a arquitetura, as formas de financiamento, os documentos necessários para apresentar no cartório etc.

A obtenção do registro como corretor de imóveis

A atuação do corretor de imóveis está regulamentada pela Lei nº 6.530/1978. Nesse sentido, o profissional que pretende ingressar nesse ramo deve realizar alguns procedimentos. Conheça, a seguir, alguns requisitos de como se tornar um corretor de imóveis.

Fazer um curso de formação

Qualquer pessoa pode fazer carreira nessa área, independentemente da sua formação inicial. Existem muitos advogados, engenheiros e arquitetos que trabalham como corretores de imóveis, por exemplo. Não importa a profissão anterior, quem deseja atuar nessa área precisa aperfeiçoar a sua formação, e isso inclui dominar conhecimentos específicos sobre o setor imobiliário.

Nesse sentido, algumas faculdades oferecem o curso superior de Mercado Imobiliário voltado para esse tipo de função. Por sua vez, existem cursos com menor duração autorizados pelo Ministério da Educação e que também são a porta de entrada para a atuação nessa área. As principais opções são:

  • bacharel em Ciências Imobiliárias: tem a duração de 4 anos;
  • técnico de Transações Imobiliárias: geralmente dura 2 semestres;
  • tecnólogo em Negócios Imobiliários ou Gestão Imobiliária: dura 4 semestres.

Esses cursos vão ampliar o conhecimento do futuro profissional. De qualquer forma, antes de se matricular em qualquer um deles, é necessário ter concluído o Ensino Médio.

Participar de estágios

O estágio é uma preparação muito recomendada para os futuros corretores. Isso porque ele ajuda a colocar todo o aprendizado em prática e potencializar habilidades vistas em sala de aula, como a maneira de se apresentar em público, o convencimento do cliente etc.

Ter o diploma

Depois de concluir o curso de formação na instituição de ensino — teve a frequência mínima, concluiu o estágio e foi aprovado nas disciplinas —, o indivíduo pode obter o diploma.

Solicitar o registro no CRECI

A inscrição no Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI) do seu estado é o ato que credencia o corretor e permite que ele atue na função de forma profissional e regular. Para fazer a solicitação do registro, é necessário apresentar os seguintes documentos:

  • carteira de identidade e CPF;
  • comprovante de residência;
  • título de eleitor regular;
  • certificado de conclusão do Ensino Médio;
  • diploma de conclusão em curso técnico e tecnológico ou bacharelado;
  • comprovantes de pagamento de emolumentos e taxas emitidas pelo órgão regulador.

As particularidades do mercado

As particularidades do mercado

O mercado imobiliário tem as suas características próprias. Por isso, o profissional iniciante precisa estudar e se manter atualizado sobre as tendências para os próximos anos. Apesar de estar diretamente ligado ao setor da economia, o ramo imobiliário tem apresentado um bom crescimento.

Trata-se de um segmento que acompanha o comportamento do público. Desse modo, o corretor precisa conhecer quais são os elementos que estão em alta. Para isso, é necessário identificar quais são os atributos que os compradores estão buscando em um imóvel: cômodos mais amplos, espaços integrados, espaço gourmet, jardim vertical, playground, academia etc.

Também é fundamental entender que o mercado imobiliário apresenta alguns indicadores que envolvem a taxa Selic e os produtos de investimento e de crédito e que são discutidos pelo Comitê de Política Monetária (Copom) a cada 45 dias.

As estratégias para se destacar no mercado

É importante mencionar que a imposição do distanciamento social como medida para diminuir o contágio da Covid-19 também reduziu o número de visitas físicas aos imóveis. Nesse sentido, torna-se necessário se adaptar a esse novo cenário.

Uma alternativa é usar a tecnologia a seu favor por meio do emprego de sistemas modernos que oferecem recursos de realidade virtual, um tipo de ferramenta que possibilita que o cliente realize visitas virtuais e interativas ao imóvel, oferecendo uma experiência única e diferenciada. Desse modo, ele consegue analisar os ambientes como se estivesse realmente dentro da propriedade.

Você pode aproveitar a internet e tirar vantagem dessa nova tendência para aumentar as vendas. Uma boa maneira é marcando presença online. Elabore anúncios na internet para destacar os imóveis que você tem a função de comercializar e crie um perfil nas redes sociais para aumentar a visibilidade e alcançar um público maior.

O ramo imobiliário oferece muitas oportunidades para o bom profissional que deseja construir uma carreira sólida. Mas, para isso acontecer, saiba que ser corretor de imóveis é uma profissão séria e que exige estudo e dedicação, como qualquer outra. Portanto, encare essa função com comprometimento e responsabilidade e, com o tempo, você vai colher os frutos do seu esforço.

Ficou interessado em construir uma carreira na área imobiliária, mas não sabe se a remuneração vale a pena mesmo? Aproveite e conheça o salário de um corretor de imóveis!

Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *