Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Rota do sucesso do corretor de imóveis: como sair do zero e chegar no topo

Rota do sucesso do corretor de imóveis: como sair do zero e chegar no topo

O corretor de imóveis continua sendo uma profissão valorizada, com oportunidades promissoras. Mas, como em qualquer área, o profissional que quer se destacar, precisa sair da zona de conforto e buscar estratégias diferenciadas.

Claro que o básico pode, sim, gerar bons resultados, entretanto, dificilmente vai colocá-lo no topo. Para conseguir alcançar o sucesso pleno é preciso ter dedicação e ser comprometido com o serviço, almejando sempre a excelência.

E é esse o foco do nosso material. Vamos apresentar estratégias capazes de alavancar a carreira do corretor de imóveis. Aqui, você saberá como é possível começar do zero e alçar voos mais altos, chegando a um patamar invejável.

A importância das parcerias, da capacitação e do marketing pessoal são alguns dos temas abordados neste conteúdo, que vai contribuir para o seu sucesso.

Além do mais, alguns temas que serão tratados no decorrer do conteúdo, são: formas eficientes de se comunicar com o cliente e, claro, o quão relevante é atuar em uma imobiliária de boa reputação. Confira na íntegra o material e saiba como deslanchar nesse mercado singular!

Invista na capacitação contínua

O mundo está em constante evolução e os profissionais que não acompanham as tendências, ficam obsoletos.

O cenário é o mesmo no universo imobiliário. O corretor de imóveis, nesse contexto, deve procurar por alternativas que vão aprimorar os seus saberes. Afinal, como diz a expressão popular, “conhecimento nunca é demais”.

Independente do seu tempo de atuação no ramo, fato é que cursos profissionalizantes sempre vão ser um diferencial capaz de expandir os seus horizontes.

Mas não são só eles. Participar de palestras e ir em férias do segmento, por exemplo, são ações que vão aumentar suas experiências, dando um upgrade no seu currículo. Outro ponto que vai ajudar, e muito, é participar de treinamentos, uma vez que a prática leva à perfeição.

Na verdade, não existe uma fórmula certa ou regra específica, o importante é que o corretor de imóveis esteja sempre se atualizando e reciclando o seu conhecimento, ficando apto a atender as diversas demandas do público.

Saiba, de antemão, que é fundamental dominar algumas questões do setor imobiliário. São elas: financiamento, valorização e depreciação de imóveis, ferramentas de gestão, além, é claro, de acompanhar o que as notícias dizem a respeito desse universo.

Trabalhe em parceria

Os profissionais da área já perceberam a importância de trabalhar em parceria, multiplicando, assim, os resultados. Entretanto, tome cuidado com essa questão. Afinal, a parceria vai muito além de apenas dividir comissões.

Ela é responsável por ampliar as ofertas de qualidade, levando em consideração o perfil do cliente. O resultado, como se pode imaginar, é benéfico para todos os envolvidos.

Porém, é preciso ter atenção redobrada ao selecionar um parceiro, pois a escolha equivocada pode gerar situações complicadas. Para não ter erro, compilamos abaixo 4 dicas de como escolher o sócio ideal. Acompanhe:

1. Apostar na transparência

O primeiro passo, aqui, é ser totalmente transparente com o possível sócio. Fale sobre os seus objetivos e, principalmente, sobre a sua forma de trabalhar, deixando evidente aquilo que você considera essencial em um parceiro.

É importante também explicar para o profissional qual será a responsabilidade dele na parceria para que, assim, não ocorram mal entendidos.

2. Buscar referências

Outra ação que vai ajudá-lo a escolher um parceiro adequado é buscar referências. Não tenha receio em solicitar para a própria pessoa algumas fontes de informação, que vão falar sobre o profissionalismo do profissional em questão.

3. Definir os valores da comissão

O combinado não sai caro, não é mesmo? Então, para eliminar a possibilidade de qualquer atrito relacionado às finanças, estabeleça, desde o início, o valor da comissão.

Não se esqueça de que o valor tem que ser vantajoso para todos os envolvidos na negociação. Essa é a melhor forma de garantir uma parceria duradoura e fiel.

4. Saber quando propor a parceria

Pense bem: qual o benefício de chamar alguém quando se está praticamente com o negócio realizado? Perceba, nesse aspecto, que você deve saber o momento certo de propor a parceria, estabelecendo também o período de duração.

Escolha uma imobiliária de procedência

Suponhamos que você vá fazer uma compra de um produto qualquer. Qual é uma das suas primeiras atitudes? Provavelmente, é verificar a reputação da marca no mercado, certo? Isso acontece, inclusive, nas compras de mercadorias de baixo valor.

Agora, imagine quando a negociação envolve milhares ou milhões de reais, que é o caso da aquisição de um imóvel. Não tenha dúvidas, então, de que o cliente vai pesquisar tudo sobre a imobiliária, certificando-se de que a empresa tem uma boa avaliação.

O mesmo pensamento vale para você. Antes de entrar para o time de uma imobiliária, pesquise sobre a filosofia e história do empreendimento. Além do mais, verifique se você compactua com os valores e missões da organização.

Lembre-se de que existem imobiliárias que sequer exigem o Creci (Conselho Regional de Corretores de Imóveis) dos profissionais que atuam na firma, o que por si só já não é um bom sinal, certo? Afinal, essa característica mostra que a empresa está mais preocupada em ter uma equipe grande, que efetive os negócios, do que com a qualidade do serviço prestado.

Ainda sobre a questão da imobiliária, é essencial analisar o tipo de imóvel que é comercializado e alugado. Veja, por exemplo, se a empresa trabalha com empreendimentos básicos ou luxuosos e qual o principal foco (residenciais, comerciais, rurais, etc). Assim, você saberá de antemão se a estratégia adotada pela imobiliária é compatível com o seu estilo e aspiração profissional.

Trabalhe bem seu marketing pessoal

Possivelmente, você conhece profissionais que sabem se portar muito bem e apostam em uma aparência impecável.

Isso acontece porque eles entendem a importância do marketing pessoal, que nada mais é do que uma estratégia para agregar valor à sua imagem pessoal, transmitindo, inclusive, mais credibilidade e segurança ao cliente.

Acredite: no mercado imobiliário é fundamental utilizar essa técnica. Afinal, o marketing pessoal influencia o modo como cliente te enxerga. Aprenda, então, como passar uma imagem positiva.

1. Aposte em roupas adequadas

Para passar a devida confiança ao cliente, nada melhor do que apostar em roupas elegantes. Os homens, por exemplo, podem usar roupas sociais e até ternos.

Ao adotar esse estilo, o cliente perceberá que tal profissional é bem-sucedido. Isso é: que ele já está há algum tempo na área e entende do assunto, o que renderá pontos extras. Assim, será mais fácil fechar o negócio.

Mas, não é só isso. É importante se preocupar com a aparência como um todo. Isso significa que o seu cabelo deve estar arrumado, as unhas limpas e cortadas e a roupa bem passada. Não deixe a pele oleosa, pois tal característica vai passar a impressão de desleixo.

2. Esteja presente nas redes sociais e no mundo virtual

Já dizia o ditado que só é lembrado quem é visto, certo? Essa premissa faz total sentido para os corretores de imóveis. Diante desse cenário, utilizar as redes sociais é uma boa forma de se fazer presente.

Mas, cuidado nesse momento: não caia na armadilha de colocar fotos inadequadas ou escrever posts polêmicos. Lembre-se de que muitos clientes acompanham suas publicações e não vão gostar de ver conteúdos inapropriados.

3. Tenha atenção à postura e aos gestos

O corpo também fala. O desviar de olhar, por exemplo, mostra que a pessoa está insegura. Comprimir os lábios é sinal de ansiedade. Aqueles que gesticulam bastante, provavelmente, estão nervosos ou agitados.

Perceba, nesse aspecto, a importância de manter uma boa postura — afinal, cada movimento faz toda a diferença na transmissão da mensagem. O indicado, aqui, é sempre deixar a coluna ereta e olhar diretamente para o interlocutor, demonstrando assim o devido interesse na conversa.

4. Entregue um serviço de qualidade

Nada melhor do que a divulgação boca a boca para alavancar um negócio. Essa premissa também vale para os profissionais que atuam com imóveis. Afinal, ao fornecer um serviço diferenciado para o cliente, existe grande chance de ele falar bem de você para os conhecidos e amigos, fazendo a sua fama no mercado.

Por isso, seja paciente e destine a devida atenção a cada um dos seus clientes, certificando-se de que eles fiquem satisfeitos com o serviço prestado.

Aprenda a dialogar com os clientes

O vocabulário que você utiliza ao conversar com uma criança não é o mesmo que você adota ao conversar com os jovens, certo?

O mesmo pensamento vale para os seus clientes. Eles não são massas homogêneas que vão corresponder igualmente a cada palavra. Pelo contrário: cada pessoa tem uma particularidade e preferência.

Então, saiba de antemão que é preciso aprender a dialogar com os variados estilos de clientes. Existem aqueles, por exemplo, que gostam de uma linguagem mais simples, enquanto outros não abrem mão de uma abordagem formal.

Além de compreender o tipo de abordagem mais adequada, o profissional precisa manter um diálogo direto e sincero com o público. Independentemente do contexto, seja sempre amigável, gentil e educado.

A conversa, aqui, deve ser clara e direta, evitando falhas na comunicação e em hipótese alguma ultrapassando os limites. Seja sempre profissional. Assim, vocês vão criar uma relação de admiração e respeito mútuo.

Entenda o perfil do cliente

Você não está apenas vendendo uma casa. Você, às vezes, está fazendo parte de um sonho. Por isso, converse com o cliente e entenda a real necessidade dele. Somente assim será possível encontrar aquilo de que ele realmente procura.

Nesse aspecto, não tenha medo de fazer perguntas. São elas que vão te ajudar a definir o estilo do imóvel mais adequado, que atenderá, de fato, a expectativa do cliente.

Para conseguir efetivar o negócio, compreenda as características da pessoa ou da família. Descubra qual o estilo de vida adotado e quais são as vontades do cliente. Procure se informar em relação ao orçamento e se existe alguma preferência no que diz respeito à região.

Não pare por aí. Se ele for comprar um apartamento, saiba o que ele considera essencial. Quadras, salas de jogo, piscina, sauna, espaço gourmet e playground: essas são apenas algumas das exigências que o cliente pode fazer.

Além do mais, pergunte sobre a rotina dele. Assim, será mais fácil encontrar o local ideal. Não entendeu? É simples. Se ele trabalha no formato home-office, por exemplo, é importante buscar um imóvel que tenha um espaço adequado para transformar em escritório. Se ele possui um filho pequeno que já começou a estudar, nada mais sábio do que priorizar locais próximos à escola, o que deixará a vida do cliente mais prática.

Outro ponto importante é saber se a pessoa tem um perfil mais conservador, preferindo ambientes mais discretos, ou se é mais liberal, priorizando instalações modernas. Não existe uma fórmula mágica, aqui. O caminho é conhecer melhor o seu público, ficando apto a atender diversas demandas.

Não Seja um demonstrador; seja um consultor

Enquanto consumidor, provavelmente, você já foi a uma loja de roupa na qual o vendedor apenas ficou a seu lado, sem falar uma única palavra, certo? Ele não forneceu nenhuma dica, nem sugestão. Apenas permaneceu ali, parado, o que deixa qualquer cliente extremamente desconfortável.

Então, não seja esse tipo de profissional. Quando for mostrar o imóvel para o seu cliente, não apresente os cômodos e pronto. Dê ideias criativas de como ele pode usar cada espaço. Por que não fornecer, até mesmo, algumas dicas de decoração?

Esse é um dos segredos para obter sucesso na negociação. Aja, então, como um consultor, mostrando como o imóvel é o mais apropriado para o estilo de vida do cliente e atenderá todas as necessidades dele.

Dica extra

O contato com o cliente através das redes sociais é uma forma de criar o seu marketing pessoal. Por isso, é fundamental que você trabalhe a sua imagem como corretor, sem se prender às imobiliárias ou construtoras.

Nas redes sociais, trabalhe apenas o seu nome e a sua proposta. Isso facilitará as vendas caso você troque de imobiliária ou decida se tornar um corretor autônomo. Afinal, você já é a sua própria marca, e precisa ser bem trabalhada e nutrida para continuar dando frutos.

Conclusão

Claro que para construir uma carreira de corretor de imóveis de sucesso será preciso driblar alguns obstáculos e ter persistência. Afinal, ninguém consegue chegar ao topo do dia para a noite, não é mesmo?

O trabalho é gradual e constante. Cada pequena conquista deve ser encarada como uma vitória, e é questão de tempo até que você se torne um profissional de destaque no mercado, sendo referência na área.

Acredite: quando alçar voos mais altos, você terá a certeza de que cada escolha foi acertada e que se fosse preciso faria tudo de novo. E nada mais gratificante do que conquistar o sucesso pleno por mérito próprio. Por isso, não tenha medo de investir nessa área, que trará bons frutos!

 

Banner rodapé
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *