Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.

Quais são as tendências do mercado imobiliário para 2021?

Quais são as tendências do mercado imobiliário para 2021?

A virada de ano é sempre repleta de boas expectativas, e o tão aguardado 2021 já está quase chegando nessa mesma onda. No entanto, com os diversos eventos ocorridos em 2020, como a pandemia do novo coronavírus, por exemplo, diversos setores estão passando por momentos de incerteza.

Felizmente, as tendências do mercado imobiliário para 2021 são de recuperação, e alguns especialistas do setor ainda afirmam que haverá um novo ciclo de crescimento de vendas e lançamentos. Quer ficar ainda mais por dentro do assunto? Então, continue a leitura deste conteúdo e mantenha-se atualizado.

O impacto da pandemia

Devido à pandemia surgida no início de 2020, muitas pessoas se viram prejudicadas tanto economicamente, com a perda de empregos e fechamentos de estabelecimentos, quanto psicologicamente. Apesar disso, uma outra parte da população empreendedora obteve boas reações de lucratividade. E na construção civil, o impacto não foi totalmente ruim, uma vez que as construtoras continuam com as negociações a distância e, por isso, a expectativa é de um 2021 mais promissor que o ano anterior.

As tendências de mercado

As tendências de mercado

Opções de crédito

Com a queda da Selic (taxa básica de juros do país), os juros do financiamento se tornaram menores. Com isso, as empresas bancárias se viram na necessidade de elaborar novas opções de crédito para facilitar pagamentos. Como consequência disso, o cenário se tornou mais favorável para quem está à procura de um novo imóvel, aumentando a demanda por empreendimentos imobiliários no país.

Valorização do imóvel

Em consequência da baixa dos juros em níveis mínimos e históricos, os indivíduos que não tiveram sua renda comprometida devido à situação de pandemia vivida neste ano estão enxergando o momento como uma oportunidade de adquirir um imóvel. Isso quer dizer que a compra da tão sonhada casa própria está se tornando um investimento seguro, uma vez que o valor total do empreendimento está menor que no início do ano.

Desburocratização

Por conta das necessidades de isolamento, muitos serviços começaram a ser prestados virtualmente — embora os recursos já estivessem disponíveis para tal antes mesmo da pandemia. Em alguns estados, como São Paulo, Tocantins e Rio Grande do Norte, por exemplo, já é possível realizar a compra e venda de imóveis de maneira totalmente digital.

Dessa forma, utilizar os recursos tecnológicos como aliados foi uma urgência que chegou para ficar, tornando alguns processos menos burocráticos de serem realizados.

Como vimos no post de hoje, as tendências do mercado imobiliário para 2021 são muito boas, trazendo ótimas expectativas para o ano que chega. Além do mais, isso nos mostra que, apesar das dificuldades enfrentadas em todo o globo por causa da epidemia do novo coronavírus, muitas coisas boas surgiram para a população brasileira, trazendo esperança de um ano melhor.

Infelizmente a pandemia ainda não acabou, mas você ainda tem tempo de alavancar os seus negócios mesmo com o distanciamento social. Para saber como, não deixe de conferir as nossas 6 dicas para corretores durante a quarentena que, certamente, lhe serão muito úteis até mesmo quando tudo isso acabar!

Banner rodapé
Receba tudo no seu email! Prometemos não enviar spam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *